Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

República do Cazaquistão

cazaquistao
 

Brasil e Cazaquistão estabeleceram relações diplomáticas em 1993. O diálogo bilateral foi impulsionado pela inauguração, em 2006, da Embaixada do Brasil no Cazaquistão e pela abertura da Embaixada do Cazaquistão em Brasília, em 2013.

Brasil e Cazaquistão mantém mecanismo de consultas políticas, que teve sua reunião mais recente em 2017. Os governos brasileiro e cazaque firmaram diversos acordos (Acordo de Extradição, Acordo de Auxílio Jurídico Mútuo em Matéria Penal e Acordo de Transferência de Pessoas Condenada, por exemplo) e estão negociando outros instrumentos para avançar iniciativas bilaterais de cooperação em diferentes esferas (como a pesquisa agrícola) e aprofundar as relações de comércio e investimentos.

O fluxo de comércio entre os dois países tem crescido significativamente, evoluindo de US$ 45 milhões em 2002 para mais de US$ 116 milhões em 2018, com exportações brasileiras no valor de US$ 35,74 milhões e importações de US$ 80,31 milhões. Há empresas brasileiras atuando no mercado cazaque e outras analisam instalar-se no país, para produção e exportação aos mercados da Comunidade dos Estados Independentes. A principal empresa aérea cazaque, Air Astana, possui mais de dez aeronaves da Embraer.


Cronologia das relações bilaterais

 

2018 – Visita do ministro Aloysio Nunes Ferreira ao Cazaquistão (1° de novembro)

 

2013 – Abertura da Embaixada do Cazaquistão em Brasília, por ocasião da visita ao Brasil do Ministro dos Negócios Estrangeiros Erlan Idrissov (2 e 3 de outubro)

 

2009 – Visita ao Cazaquistão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva

 

2007 – Visita ao Brasil do presidente Nursultan Nazarbayev

 

2006 – Abertura da Embaixada do Brasil em Astana

 

1993 – Brasil e Cazaquistão estabelecem relações diplomáticas

 

Fim do conteúdo da página